Carreira e Vocação
para Barack Obama, data nascimento 4 Agosto 1961
Texto por Liz Greene, Copyright © Astrodienst AG 2008
ETVP 6212.502-18, 17-June-2008

ÍNDICE

I. Introdução

II. Como você vê o mundo

Compartilhe seus ideais trabalhando em equipe

III. Suas aptidões e pontos fortes

Uma visão poética que precisa falar ao coração A necessidade de dar voz à imaginação Talento para contar histórias A beleza é essencial O espírito da criatividade supera as necessidades materiais

Outras aptidões e pontos fortes Não construa cercas que o prendam Abra a porta para novos desafios

IV. Conheça seus limites

Reconheça a importância do mundo exterior A auto-expressão encontra bloqueios interiores Aprendendo a tolerar as críticas Aceitando o imperfeito

V. Trabalhando com os outros

A visão compartilhada é mais importante que as palavras

VI. O que o sucesso realmente significa para você

to top

Capítulo I - INTRODUÇÃO

to top

Encontrando a verdadeira vocação

É comum perguntar-se às crianças: "O que você quer ser quando crescer?" Nessa fase, geralmente temos muitos sonhos. Sabemos que queremos ir à lua ou pilotar o avião mais rápido do mundo; salvar animais em extinção ou fazer uma brilhante descoberta científica que transforme a vida das pessoas. Ainda não temos idade para pensar no mercado de trabalho, na administração do orçamento doméstico nem em como nos manter e sustentar nossa família. Temos apenas nossos sonhos e a secreta certeza de ser únicos, predestinados a realizar algo de muito especial na vida. Mesmo que nossos pais tenham outros sonhos para nós, sabemos a diferença entre os sonhos deles e os nossos. Quando crianças, ainda somos capazes de ouvir a voz do espírito.

À medida que crescemos, as coisas vão mudando. As pessoas nos dizem: "É melhor começar a pensar no que quer fazer de sua vida. Como é que você vai se sustentar?" O tempo de sonhar chega ao fim; precisamos "enfrentar a realidade" e pensar em como sobreviver neste velho mundo, vasto e hostil. A sensação que tínhamos de ser especiais se apaga diante das altas taxas de desemprego, da competição acirrada pelas vagas disponíveis e das crises e reviravoltas econômicas, que nos levam a achar que será muita sorte se conseguirmos um emprego, qualquer que seja ele. E se estamos insatisfeitos nesse emprego ou somos demitidos, nos sentimos desvalorizados e desconfiados de nossos sonhos e aspirações mais profundos, simplesmente porque talvez não haja nenhuma outra oportunidade de trabalho. E mesmo que haja, é provável que já tenhamos perdido há muito tempo a capacidade de ouvir a voz do coração e de sentir que temos algo muito especial a fazer na vida.

Esta é uma interpretação astrológica da sua vocação. Ela foi feita para ajudá-lo a saber o que seria bom para você e em que área você atuaria melhor, de forma que sua vida profissional tenha não só contracheques, mas também sentido. Se você está buscando orientação, a astrologia poderá ajudá-lo a encontrá-la. Se já definiu um rumo, a astrologia lhe permitirá confirmá-lo ou mesmo aperfeiçoá-lo. A palavra "vocação" deriva de uma raiz latina que significa "chamar". Ter uma vocação, ou "atender a um chamado", implica algo mais profundo ou sublime - uma alma ou Eu Interior que sabe para que estamos aqui. Durante muito tempo a palavra "vocação" foi utilizada apenas para caracterizar o chamado para a vida religiosa. Os desafios e problemas do mundo de hoje, seus rápidos avanços tecnológicos e suas constantes mudanças políticas e econômicas nos intimidaram e afastaram do que realmente é importante para nós: aquilo que fazemos na vida. No entanto, muitos sentem-se desorientados e desmotivados no trabalho, mesmo quando são bem pagos. Poucos de nós tivemos o privilégio de herdar fortunas; a maioria precisa encontrar um meio de ganhar a vida. O trabalho, tanto quanto os relacionamentos, ocupa lugar central em nossa vida e a maior parte do nosso tempo. Apesar disso, talvez não sejamos capazes de pensar de dentro para fora, concentrando-nos primeiro no que somos e no que nos dá inspiração para depois buscar os meios de expressar isso no mundo. Normalmente, pensamos de fora para dentro, concentrando-nos naquilo que os outros ou nossas próprias inseguranças nos dizem ser possível. Não fomos criados para conhecer-nos nem para confiar em nós e em nossas aptidões. Ao invés disso, conhecemos somente os limites da realidade exterior e aprendemos a moldar-nos para caber dentro deles.

Como cada mapa astral é único, a astrologia ensina-nos que cada pessoa tem seu próprio temperamento e suas próprias habilidades. Embora as interpretações astrológicas não possam dizer-nos em que empresa trabalharemos nem quanto ganharemos, elas podem ajudar-nos a compreender que, se quisermos que a vida valha a pena, precisamos manifestar no mundo exterior pelo menos alguma coisa do que somos interiormente. Nenhum emprego é perfeito; todos temos que fazer concessões. O que importa é fazer alguma coisa que nos ligue a algo especial dentro de nós; algo que nos faça sentir dignos e nos incentive a dar à vida o que temos de melhor. As revelações da astrologia não são literais nem específicas. Elas são indicações simbólicas e psicológicas que nos informam sobre as áreas que mais nos motivam, sobre as necessidades que nos alimentam o espírito e sobre as limitações pessoais que assinalam o que somos capazes de conseguir ao longo de nossa existência. Não podemos negar o que somos e não há ser humano que disponha de todas as possibilidades. As áreas em que cada um é bom são diferentes. Com a combinação certa de realismo e fé em nós mesmos, podemos chegar à certeza de que nossa passagem pelo mundo valeu a pena.

É importante lembrar-nos de três coisas para obter os melhores resultados das revelações astrológicas contidas nesta interpretação. Em primeiro lugar, uma boa compreensão de nossas próprias necessidades, potenciais e limitações é muito mais importante que as estatísticas e os fatos do mundo exterior. Não queremos dizer que as estatísticas e fatos não sejam importantes. Mas mesmo que haja quatrocentos candidatos competindo por uma determinada vaga, a força que temos para criar nossa própria realidade é maior do que pensamos. Se esse emprego for mesmo certo para nós e se estivermos dispostos a nos preparar e fazer o treinamento necessário, nós conseguiremos a vaga, seja qual for o lugar, o momento ou a maneira. Em segundo, não devemos ter medo de tentar. Tentar de novo após um fracasso é melhor que desistir, pois podemos aprender com os erros mais do que aprenderíamos com os acertos. É importante também entender que, às vezes, nós inconscientemente buscamos o fracasso e perdemos oportunidades. Muitas pessoas são derrotadas não por falta de capacidade, mas por uma profunda convicção inconsciente de que não merecem realizar-se. Compreendendo-nos mais profundamente poderemos distinguir entre as verdadeiras limitações e a auto-sabotagem. Finalmente, assim como um mapa rodoviário não influi para que façamos uma viagem, um mapa astral não pode, por si só, criar-nos oportunidades. A carta astrológica pode orientar-nos e incentivar-nos a manifestar nossos maiores valores e nossos sonhos mais caros. Mas é preciso que cada um decida pôr o pé na estrada. Se nos recusamos a empreender essa viagem, por medo ou ceticismo, e ficamos sentados na beira da estrada desejando o que poderia ter sido, não devemos culpar nem a astrologia nem o mundo por nossa insatisfação.

to top

Capítulo II

to top

Como você vê o mundo

Cada um de nós vê o mundo de forma diferente e se sente hábil e competente em certas áreas e inseguro ou desajeitado em outras. Ninguém pode sair-se bem em tudo na vida. Encontrar a direção certa depende em parte de saber avaliar-se e adaptar-se à vida e de encontrar uma situação que corresponda a sua atitude básica. Claro que isso não é tão simples quanto procurar um lugar em que possa exercer seus pontos fortes e evitar o que considera seus pontos fracos. Às vezes, desenvolvendo pontos de nossa personalidade que nos deixam inseguros é que nos sentimos mais realizados. Seja como for, será melhor se sua perspectiva a respeito da vida estiver em harmonia com o que você faz, pois assim você se sentirá mais confiante e capaz de vencer os desafios do seu trabalho. Também pesa a possibilidade de manter-se leal aos seus próprios valores e necessidades, ao invés de ter de aceitar uma situação em que não acredita nem no que está fazendo nem nas pessoas com quem trabalha.

to top

Compartilhe seus ideais trabalhando em equipe

Você importa-se muito com as pessoas e seu respectivo bem- estar. Embora possa não gostar de climas emocionalmente muito intensos no ambiente de trabalho, você precisa sentir que está de alguma forma aperfeiçoando a evolução humana, seja através da difusão de conhecimentos ou da melhoria da sociedade. Talvez seja um animal político profundamente comprometido com uma determinada visão de como o mundo poderia ou deveria ser. O envolvimento com assuntos sociais e humanitários pode ser muito gratificante, mesmo que não ofereça boa remuneração. Caso precise trabalhar em algo que não se coadune com ideais, é provável que passe a agir como representante de seus colegas, divulgando falta de lisura ou discriminação no ambiente de trabalho. Você não pode fugir da necessidade que tem de aperfeiçoar o mundo a sua volta, de acordo com seus ideais mais caros. Por essa razão, será muito melhor procurar um trabalho que lhe permita contribuir substancialmente, em áreas como serviço social, política, ciências, psicologia, terapias alternativas ou algum setor das artes em que possa divulgar sua mensagem. Você possui um espírito reformador que não pode ser sufocado pela "realidade" como os outros a definem.

Você tem uma capacidade muito especial de entender a dinâmica do grupo. Pessoalmente, ela o torna sociável e tolerante, capaz de relacionar-se com pessoas muito diferentes. Profissionalmente, ela proporciona-lhe o rara propriedade de ver as pessoas como são e, ao mesmo tempo, de falar uma linguagem comum e compreender variados sistemas de necessidades e demandas. Esse é o verdadeiro dom da política, embora, infelizmente, poucos políticos o possuam. Esse dom geralmente é mais encontrado em outras áreas, onde indivíduos dotados de personalidades discrepantes precisam trabalhar juntos com a assistência de alguém que os ajude a se entender. Liderando equipes ou agindo como diplomata ou intermediário você iria além das expectativas. Também se sairia muito bem coordenando comitês e organizando atividades para outras pessoas. Seu raciocínio claro e lógico dificilmente se deixaria confundir por problemas superficiais. Isso poderia ser o indício de uma aptidão para a pesquisa e tecnologia experimental. Talvez mais importante seja o fato de você amar a verdade e gostar de oferecer aos outros o que acredita ser verdadeiro. Seu espírito é democrático e você possui um genuíno amor pela ordem e pela harmonia. Embora, algumas vezes, possa falhar no reconhecimento dos limites emocionais humanos, você não é irredutível, sendo capaz de aceitar situações em que o ideal não é possível. Caso acredite ter uma mensagem para os outros, esforce-se para desenvolver os talentos através dos quais poderá divulgá-la com clareza e sucesso.

to top

Capítulo III

to top

Suas aptidões e pontos fortes

Identificando com realismo os seus pontos mais fortes, você poderá orientar-se e canalizar suas energias para as áreas em que tem mais chance de brilhar e de realizar pelo menos a maior parte de seus objetivos. O reconhecimento de questões básicas - como a capacidade e o desejo de assumir responsabilidades, a necessidade de segurança e estabilidade ou a sede de novos desafios - afeta suas decisões e contribui para que você não perca tempo dedicando-se a áreas em que provavelmente não se sentirá feliz nem à vontade. Porém, caso esta interpretação lhe pareça contraditória em relação ao que você está fazendo atualmente, NÃO quer dizer que você deva esquecer abruptamente tudo o que construiu até agora. Se, de acordo com seu perfil astrológico, novos desafios e certo grau de independência são importantes para você em seu trabalho, por exemplo, você não deve imediatamente abandonar um emprego estável e sair, de mãos vazias, em busca de um sonho irrealista. Você pode ainda precisar de treinamento e, além disso, suas responsabilidades familiares também precisam ser levadas em conta, diante do que é possível em um determinado momento de sua vida. Mas se sua personalidade exige um ambiente criativo e independente para trabalhar, você deve pensar em novas oportunidades no âmbito de sua atual situação ou então traçar um plano que lhe permita gradualmente alcançar a autonomia que precisa a longo prazo. O segredo do sucesso - aquele que provém da sensação interior de viver uma vida que vale a pena - é primeiramente aceitar a si mesmo como você é, acreditar nisso e parar de tentar moldar-se conforme a imagem de outras pessoas. Depois, procure construir sua vida exterior de todas as formas que puder, a fim de encontrar o canal de trabalho certo para você.

to top

Uma visão poética que precisa falar ao coração

Você jamais conseguiria dedicar-se com satisfação a um trabalho só pelo lucro financeiro que oferecesse, já que é a visão interior que conta com a sua mais profunda lealdade. Você necessita seguir uma vocação que lhe permita expressar essa visão. Essa vocação pode cobrir um amplo leque de possibilidades: desde a vida do artista, com todas as suas dificuldades e desafios, até um emprego numa área em que os dons artísticos se aliem a atividades mais voltadas para o mercado, tais como a publicidade ou o desenvolvimento de "sites" para a Internet. Qual desses extremos lhe convém mais depende em grande parte da força da visão que o conduz. Entretanto, quer seu trabalho seja como o de todo mundo ou não, o núcleo de sua vida profissional deve necessariamente ser a visão de poeta que o inspira e que, para você, é a verdadeira realidade. É imperioso que seu coração e sua imaginação sejam tocados, pois você quer sentir-se em contato com um nível de existência mais elevado, mais profundo e mais cheio de sentido. Isso não exclui o sucesso material, mas ele deve ser um subproduto, e não a origem, de seus esforços. Seu verdadeiro campo de trabalho é a imaginação e, quer a expresse através de algo obviamente criativo, como a literatura, a pintura ou o teatro, ou a canalize para profissões assistenciais, trabalhando com psicoterapia profunda e análise de sonhos, você jamais conseguiria suportar por muito tempo nenhum trabalho que não lhe despertasse a imaginação. Talvez valha a pena lembrar-se de que a motivação e o temperamento artísticos não se fazem necessariamente acompanhar de habilidade real na arte de desenhar, de escrever ou ainda de tocar um instrumento musical. Se você possuir um genuíno talento para trabalhar com imagens, música ou palavras, é importante cultivá-lo com a máxima dedicação possível, a fim de poder traçar um rumo profissional que lhe permita expressar a riqueza de sua imaginação. Entretanto, caso não possua aptidões manuais ou dons verbais, isso não diminui a importância de sua imaginação criadora nem a necessidade de incluí-la em suas atividades. Uma empresa ou consultoria pode ser um projeto criativo, em vez de simplesmente um meio de vida pragmático; uma escola ou curso de treinamento pode igualmente resultar do esforço da imaginação e da inspiração; e existem muitas outras áreas que podem não ser convencionalmente definidas como "artísticas", mas são, em seu nível mais profundo, frutos do criativo mundo interior. Procure não deixar que as definições usuais do que constitui o trabalho criativo minem sua fé em si mesmo. Você possui a capacidade de reconhecer e interpretar a dimensão simbólica da vida, percebendo a realidade externa como materialização ou reflexo de imagens e padrões interiores profundos. Esse tipo de percepção é um dom muito especial, embora possa algumas vezes ter parecido uma desvantagem, caso tenha crescido dentro de um sistema educacional convencional. Entretanto, essa característica é um trunfo, e não uma aberração psicológica ou indicação de algum tipo de "desajuste" social. A segurança material é tão relevante para você como para todo mundo, mas você precisa escolher sua profissão de dentro para fora. Em outras palavras, seu trabalho necessita basear-se naquilo que faz seu coração bater mais forte, e não no valor do contracheque. Uma escola de artes, música ou teatro pode proporcionar-lhe o treinamento adequado, caso esteja inseguro de suas aptidões, mesmo que não queira trabalhar com arte "pura". Procurando educação de qualidade e lendo muito você ganharia confiança em seu domínio da linguagem. Independente do que for preciso para aperfeiçoar e refinar suas habilidades, jamais abandone sua lealdade ao reino interior, o qual você sabe ser o verdadeiro lastro da vida.

to top

A necessidade de dar voz à imaginação

Você tende a sofrer de uma espécie de "divina insatisfação" em qualquer trabalho que faça porque possui uma poderosa ligação com níveis mais sutis da realidade, os quais geralmente passam despercebidos no dia-a-dia. Sua sensação de fazer parte de algo maior é profunda e insistente, mesmo que ainda não a tenha formulado em palavras. Ela pode ter-lhe causado problemas no passado porque, se tentou entrar na roda-viva da luta pelo sucesso, talvez tenha ficado perplexo diante de sua falta de interesse e da tendência a refugiar-se em um mundo de fantasia próprio. No entanto, você não preguiçoso nem irresponsável. Trata-se apenas de uma necessidade de concentrar-se no mundo interior, e não no exterior. Você precisa de um veículo criativo através do qual possa expressar sua imaginação e exprimir os sentimentos e imagens que fluem tão livremente dentro de você. É importante que encontre esse veículo, mesmo que não possa torná-lo imediatamente uma parte de sua vida profissional. Todavia, o trabalho ideal para você está nas artes ou em alguma atividade humanitária ou terapêutica, onde poderá comungar com a humanidade e experimentar a realização que advém da identificação com os sonhos, anseios e emoções da coletividade. Existe uma certa devoção em sua natureza que necessita ser levada em conta no trabalho. Você tem ânsia de servir, mesmo que da forma mais humilde ou indireta, a algo mais profundo ou mais elevado, e logo ficaria deprimido e triste se tivesse de trabalhar em uma área onde isso não fosse possível. Naturalmente, as artes poderiam dar-lhe condições para devotar-se a um mistério, e as áreas híbridas, como a terapia da arte, a terapia musical e certos tipos criativos de ensino e cura também poderiam constituir um meio de expressão para seu forte desejo de "sair de si mesmo". Os ideais espirituais podem ser a espinha dorsal de seus esforços cotidianos, embora você possa não os considerar espirituais numa linguagem convencionalmente religiosa. Todavia, você tem um grande anseio de entregar-se totalmente a algo maior. Por essa razão, as artes são tão adequadas para você, especialmente se puder trabalhar com outras pessoas em uma orquestra, banda, grupo de teatro ou produtora de cinema. A experiência de fazer parte de um grupo que se dedique à mesma forma de expressão que você seria a maior recompensa que poderia dar a seus talentos e energia. Em vez de vagar à deriva, procure treinar as aptidões que possuir. Talvez não seja a pessoa adequada para levar a vida do artista "puro", mas de fato precisa participar de atividades que, mesmo estando na periferia, lhe permitam penetrar no mundo da imaginação para expressá-lo.

to top

Talento para contar histórias

Para você, os fatos exteriores não são ocorrências aleatórias, mas trechos de uma história em andamento, como as contas de um colar. Sua sutil percepção da vida está ligada a uma interpretação imaginativa de eventos e pessoas como personagens de um grande drama, e esse talento para contar histórias pode habilitá-lo a trabalhar como escritor criativo. Para você seria muito interessante trabalhar com outras pessoas, pois veria as suas experiências como partes interconectadas de uma história, podendo vislumbrar significados em tudo o que elas fazem. Você tem atração pelo nível simbólico da vida e raramente aceita alguma coisa da forma que ela se apresenta. Sempre há nuanças, implicações ocultas e correntes sutis, que você vê como os outros vêem os objetos concretos. Sua imaginação fértil pode tornar-se um problema se você for obrigado a lidar com fatos o dia todo; provavelmente não seria uma pessoa contente se tivesse de trabalhar como contador ou guarda-livros. Todavia, ela é um grande trunfo se você se dedicar a algum tipo de atividade criativa. Esse tipo de intuição é de incalculável valor também nas ciências, caso venha a trabalhar em um setor experimental ou em uma área como a física ou as ciências da computação, onde são necessários modelos intuitivos, em vez de fórmulas e fatos imutáveis. Caso não tenha pendores artísticos, pode descobrir algum dom excepcional para a alta matemática ou outros campos da ciência criativa.

O mais importante a respeito dessa aptidão especial é seu modo particular de percepção. No seu campo de visão interior e exterior, nada permanece isolado; todas as coisas estão conectadas de forma sutil e são partes de uma unidade bem maior. A verdadeira visão artística consiste nesse tipo de pensamento intuitivo, e não em habilidades mecânicas. Mesmo que você não seja mecanicamente equipado para pintar belos quadros ou tocar bem um instrumento musical, você é uma pessoa que, por natureza, sabe contar histórias e tem uma visão holística da vida. Você precisa trabalhar em uma área que saiba valorizar e utilizar esse dom. Por pensar geralmente através de imagens, em vez de concepções, pode ter enfrentado alguns problemas na escola. De qualquer forma, o pensamento acadêmico nunca foi o seu forte. Se teve sucesso nessa área, provavelmente ele se deve a sua intuitiva percepção da situação como um todo e a sua capacidade de visualizar e memorizar. Caso esteja pensando em aperfeiçoar sua educação, procure temas que incentivem essa forma de pensar, pois não demora a sentir-se "traído" quando obrigado a provar sua competência através de exames convencionais. Suas percepções intuitivas do comportamento humano podem valer-lhe muito nas artes, nas profissões assistenciais e também no campo da pesquisa de marketing, caso tenha pendor para essa área. Você poderia ser um excelente detetive, embora provavelmente o contexto do trabalho de investigação não consiga inspirar-lhe muito a imaginação. Talvez fosse melhor escrever um romance, uma peça ou o roteiro de um filme sobre o tema. Leve a sério seu dom de contar histórias. Você necessita de uma atividade através da qual esse dom possa ser expresso e recompensado.

to top

A beleza é essencial

Você é um romântico incorrigível, com uma visão do amor saída diretamente das grandes obras-primas da poesia e do teatro. A dimensão prática dos relacionamentos provavelmente não lhe causa grandes entusiasmos, pois você receia a morte de sua visão romântica diante da trivialidade do dia-a-dia. Essa propensão a ver o amor como um mito pode criar-lhe alguns problemas na vida pessoal, a menos que possa canalizar um pouco da força e da magia dessa visão para seu trabalho. Por isso, é importante que encontre uma área que lhe permita expressá-la criativamente. Não se trata de "sublimar" seus impulsos e necessidades, mas sim de transformar a sua experiência pessoal de uma maneira que transcenda a sua vida, permitindo-lhe sentir-se parte de uma unidade maior. O que você busca no amor é também o que dá significado a sua existência; é algo que vai além da troca interpessoal. Fundamentalmente, essa é uma visão mística, embora você possa não a chamar por esse nome. Seu trabalho precisa proporcionar-lhe um meio de sentir-se conectado à vida em seu sentido cósmico; e isso implica a necessidade de desenvolver canais criativos através dos quais possa expressar-se. Embora sua visão da perfeição dificilmente se satisfaça com qualquer coisa que você possa fazer, é preciso que entenda que a necessidade de um acordo é implícita e inevitável no trabalho criador. Se conseguir isso, já terá dado um grande passo no sentido de aproximar seus sonhos da realidade e fazer a sua contribuição para melhorar o mundo cotidiano.

A poesia, a música, o teatro e a ficção são alguns dos canais que poderiam ser usados para concretizar seus sonhos. Você tende a não ver as pessoas mais próximas como simples mortais, de forma que as que conseguem tocá-lo mais profundamente transformam-se nos catalisadores de sua visão interior. Sua própria experiência de vida é a matéria-prima perfeita para a sua imaginação, pois no seu caso o pessoal pode aplicar-se também a muita gente, graças a sua habilidade de atingir o universal a partir do particular. Mesmo que não ganhe dinheiro suficiente com esse tipo de trabalho e precise fazer alguma outra coisa para viver, é essencial que reserve tempo para dedicar-se a atividades criativas. Melhor ainda, procure um trabalho em uma organização ou instituição que incentive e patrocine a cultura ou - o ideal - esforce-se para que seu trabalho criador seja reconhecido e transforme sua vocação íntima em uma profissão. Você precisa ser muito realista quanto ao seu talento e, além disso, extremamente objetivo quanto às perspectivas mercadológicas desse talento. Às vezes, mesmo dotes consideráveis deixam de ser reconhecidos, não por insuficiência, mas porque o gosto popular vai em uma direção diferente: é o que se chama de "descompasso com a época". É possível que faça sucesso nas artes, mas é igualmente possível que não. Para a sua paz de espírito, isso realmente não importa, desde que acalente sua visão interior e encontre tempo e espaço em sua vida para dar-lhe expressão. O sucesso material seria um bônus, e não uma meta que precise atingir.

to top

O espírito da criatividade supera as necessidades materiais

Mais do que a maioria das pessoas, você necessita de uma verdadeira vocação, e não de um emprego. E essa vocação precisa embasar-se em sua visão criativa. O filósofo grego Sócrates descreveu o ímpeto interior que lhe regia o destino como sendo seu "daimon" - e você, para sentir-se realizado no trabalho, precisa da convicção íntima de estar agindo de acordo com sua percepção do destino: ou seja, com seu próprio "daimon". Você possui uma profunda devoção, que necessita ser expressa através do trabalho, embora sua real natureza seja a necessidade de dedicar-se a uma realidade interior mais profunda. Sua seriedade o impediria de sentir-se bem trabalhando em uma empresa ou instituição que lide com banalidades. Quer pense ou não em termos espirituais, você precisa trabalhar com o coração e a alma a serviço de algo numinoso, por mais modesto que esse trabalho pareça na escala de valores do mundo exterior. O artista e o sacerdote sempre serviram a funções semelhantes, pois ambos trabalham para construir pontes entre o mundo espiritual e o exterior. Mesmo que seu trabalho não seja "artístico" no sentido usual, ele precisa ser criativo e servir ao mundo interior. Se tiverem inspiração, o mestre-cuca, o publicitário e o educador podem fazê-lo com tanta autenticidade quanto um pintor ou compositor. Tudo depende daquilo a que você realmente é leal. Procure concentrar-se no que o inspira intimamente e tente compreendê-lo da melhor maneira que puder. Isso poderá ajudá-lo a formular aquilo que precisa expressar para o mundo, além de ser seu melhor guia para encontrar a área de trabalho mais adequada aos seus consideráveis dotes de imaginação.

to top

Outras aptidões e pontos fortes

Embora esses sejam seus principais pontos fortes, existem outras qualidades que você pode desenvolver para encontrar a melhor maneira de utilizar sua energia e talentos. Apesar de não predominarem em seu temperamento, essas qualidades são importantes e precisam ser levadas em consideração no âmbito de seu trabalho. O mapa astral, interpretado sob a perspectiva da vocação, nos apresenta um padrão básico do caráter do indivíduo. O campo profissional "ideal" é aquele em que ele pode expressar o maior número possível de qualidades inerentes a seu caráter. Não existe um emprego perfeito, como não existe um mundo sem defeitos. Porém, mais cedo ou mais tarde, essas aptidões e características secundárias precisarão de espaço em sua vida e demandarão um canal de expressão.

to top

Não construa cercas que o prendam

Você possui um lado inquieto e cheio de imaginação que necessita constantemente de novas possibilidades. Por causa dele, qualquer trabalho pode parecer um "teste", um prelúdio para o emprego "de verdade". Você pode sentir-se às vezes como se estivesse esperando a ocasião propícia para o seu verdadeiro potencial deslanchar. Se ignorado, esse lado marcará sua presença através da sabotagem inconsciente, levando-o a começar projetos que nunca são terminados. Sua capacidade de criar constantemente novas idéias o torna um inovador e um pensador original. As rotinas restritivas podem, após algum tempo, deixá-lo deprimido e infeliz. Como seu limiar de tolerância ao tédio às vezes é um pouco baixo, busque trabalhos que lhe permitam dedicar-se a projetos que não necessitem de muito tempo para serem concluídos ou que não percam o estímulo criativo. Campos como a publicidade, o "design", o turismo, a literatura criativa, a mídia e as novas tecnologias darão ao seu espírito inquieto o que ele precisa. O trabalho na área do potencial humano, seja no mundo dos negócios ou na área médico assistencial, também poderia proporcionar-lhe a inspiração que busca. Você não é do tipo que passaria 30 anos de sua vida compilando o dicionário definitivo, mas seria capaz de escrever uma peça de teatro, o roteiro de um filme, um romance curto ou um artigo ou ensaio para um jornal ou revista. Seu espírito eternamente jovem provavelmente o fará continuar trabalhando muitos anos após a idade tradicional de aposentadoria, embora o que fará aos 65 anos possa não ser a mesma coisa que fazia aos 20. Procure ter independência em sua vida profissional ou um cargo que lhe dê muita liberdade. Não construa cercas que depois possam prendê-lo.

to top

Abra a porta para novos desafios

Você é perfeitamente capaz de assumir compromissos e de empenhar-se no trabalho. Todavia, precisa admitir e satisfazer essa inquietação e esse anseio de novos desafios e projetos que estimulem sua mente e sua imaginação. Esse é um requisito essencial para você encontrar sua verdadeira vocação, e não apenas um emprego frustrante que lhe garanta o pagamento da prestação da casa, mas sufoque seu espírito. Talvez precise esforçar-se muito para cultivar a disciplina que nos permite vencer aqueles momentos em que suar a camisa é o único meio de terminar o que começamos. Mas se tiver a boa vontade para aceitar esse fato, não traia seu espírito de aventura nem seu desejo de encontrar um sentido mais amplo na vida e no trabalho. Você possui uma imaginação fértil, criatividade e fome de aprender, e precisa empregá-las em seu trabalho. É mais importante para você brincar com novas idéias do que ter um emprego estável, que lhe pague bem, mas anestesie sua alma. Seu trabalho precisa ser criativo ou, pelo menos, ligado a pessoas que tenham o dom da criação, pois você necessita ter uma filosofia de vida ou visão mais ampla, mais profunda e mais elevada como pano de fundo de seus esforços diários. O que você faz tem de ter um significado no grande esquema das coisas. As ilusões de grandeza não ajudariam muito, mas é essencial ter plena convicção de seus dons intelectuais e de sua capacidade imaginativa. Se estiver disposto a vencer as dificuldades inerentes a qualquer bom curso ou treinamento, tenha a certeza de que criará asas para voar alto.

to top

Capítulo IV

to top

Conheça seus limites

Reconhecendo seus limites natos, você poderá concentrar-se na direção certa e obter a máxima realização em seu trabalho. Todos os seres humanos têm suas limitações, as quais devem ser vistas, não como "falhas" ou "defeitos", mas como o resultado inevitável de pontos fortes em outras áreas. Ninguém tem tudo. O autoconhecimento e a autoconfiança provêm do reconhecimento de que há áreas em que certas qualidades de caráter restringem nossa capacidade de executar ou apreciar um determinado trabalho. Algumas vezes, precisamos tentar e fracassar para reconhecer que estamos pouco preparados, somos incapazes ou simplesmente nos falta interesse para uma determinada função. Por pressão da família e dos amigos, podemos buscar ser o que não somos e desperdiçar muita energia e tempo tentando realizar as expectativas deles, mesmo sabendo que o trabalho que estamos fazendo não nos deixa à vontade. É importante reconhecer que as limitações não significam falhas irrevogáveis do caráter. Quando nos esforçamos para superá-las, podemos ganhar muita autoconfiança. Além disso, muitas vezes se descobre um talento onde antes havia bloqueio ou dificuldade. Cabe a você discernir se uma limitação necessita ser trabalhada e superada, compassivamente aceita ou enfrentada das duas maneiras.

to top

Reconheça a importância do mundo exterior

Sua maior limitação, em termos de trabalho, provém do seu ponto mais forte: sua profunda lealdade a uma visão interior, que o impele a expressá-la para o mundo lá fora. Para realizar- se, você precisa não só ser criativo, mas também dar forma a essas verdades, imagens e sonhos, os quais são um reflexo de seus mais caros valores. Você jamais concordaria em vender a alma para ganhar a vida e, mesmo que encontre canais criativos em esferas que permitam um certo acordo entre sua visão da realidade e as necessidades da coletividade, esse acordo deve exigir o mínimo de concessão de sua parte e não pôr em questão o que você considera ser a Verdade. A dificuldade provém de sua compreensão da palavra "concessão", pois a expressão individual sempre requer o uso da linguagem - verbal, pictórica, de sinais, simbólica - e é preciso termos disposição para a fluência não só em nossa própria linguagem particular para sermos entendidos. O que não pode ser objeto da concessão é o conteúdo, e não a forma precisa. No entanto, você às vezes acha que qualquer concessão "em prol da coletividade" é um sacrifício de sua integridade íntima. Em decorrência disso, pode deixar as pessoas desconcertadas e encontrar rejeição categórica dos que não conseguem compreendê-lo. Isso pode magoá-lo e fazê-lo sentir-se isolado, além de dificultar o equilíbrio ideal entre a criatividade e a estabilidade material - mesmo mínima, que você, como os demais seres humanos, necessita. O mundo exterior não é seu inimigo; ele é feito de pessoas como você. Muitas delas podem não conseguir perceber o mundo interior como você, mas podem ser abertas e receptivas para o que você tem a lhes oferecer, contanto que consigam vislumbrar o que é. Procure reconhecer a importância dos outros em sua equação pessoal, pois o desejo de dar expressão a seus dotes requer a presença de alguém que não você mesmo. A verdadeira expressão criadora não é um processo narcisista, mas sim um processo que une as pessoas através de uma visão comum a todas, mesmo que possa ser articulada apenas por algumas. Relaxe e dê uma chance ao mundo.

to top

A auto-expressão encontra bloqueios interiores

Você sente um impulso forte e irresistível para dar expressão a seu mundo interior. No entanto, muitas vezes tem uma sensação de bloqueio que pode solapar a sua confiança e criar obstáculos ao trabalho criador que lhe traria a realização. Esses bloqueios podem dar a impressão de vir do mundo exterior - gente que não o compreende, subestima suas idéias ou rejeita a sua forma de expressão. Há em você um complexo mecanismo que demanda interpretação para você poder transformar essa sensação de bloqueio em uma motivação positiva. Seus padrões pessoais são extremamente altos - você espera de si uma clareza e uma perfeição de que provavelmente nenhum ser humano é capaz, exceto talvez os gênios responsáveis pelas grandes obras de arte do mundo. Você pode até ser um deles - a carta astrológica natal não diz se as pessoas são ou não gênios; ela só aponta o local onde jazem as habilidades de cada um. Mas, mesmo que seja, pode estar esperando demais de si mesmo. Por trás dessas expectativas impossíveis escondem-se grandes medos da rejeição e do isolamento, além do medo de não conseguir transmitir o que deseja ao mundo exterior. Os padrões que você estabelece são às vezes uma forma de auto- sabotagem - se esperar o fracasso, dará um jeito de falhar diante de seus próprios olhos antes mesmo de começar, de modo a poupar-se o sofrimento que seria expor seu trabalho a terceiros e então fracassar conforme o julgamento deles. Trata- se de um complexo mecanismo que, em vez de indicar um "defeito de caráter", revela a sua profunda necessidade de oferecer a verdade de sua visão interior da maneira mais precisa e autêntica possível. Procure suportar sua própria ansiedade de uma maneira mais honesta, a fim de poder assumir o risco de oferecer o trabalho criador que mais se coadune com aquilo que lhe vai na alma. E, se precisar fazer algumas concessões para ser entendido, procure não interpretar isso como prova da burrice do mundo nem como traição a si mesmo. Pode não ser nada disso - pode ser apenas o preço de traduzir o que é inefável em formas concretas.

to top

Aprendendo a tolerar as críticas

Você tem um orgulho tremendo, e ele é uma qualidade positiva na vida profissional porque contribui para a manutenção de sua integridade íntima e de sua lealdade a sua visão criadora. Sua necessidade de ser reconhecido pelo indivíduo que é o isenta das concessões que as pessoas tantas vezes têm de fazer na vida. E esse orgulho na própria autenticidade garante a preservação de seus padrões e de sua busca da excelência. Porém esse mesmo orgulho também pode causar muitos problemas. Você tende a levar as críticas profissionais para o lado pessoal, como se o comentário sobre um trabalho fosse o mesmo que uma rejeição de sua identidade fundamental. Isso se deve, em parte, ao fato de haver um pouco de sua alma em cada um de seus projetos criadores. Além disso, é impossível ser inteiramente objetivo porque você põe muito de si em tudo que faz. Só que convém aprender a colocar uma certa distância entre você e o trabalho, para não sentir-se humilhado nem ressentido com uma observação - perfeitamente legítima - a respeito de algo que poderia estar melhor ou mais claro. Você quer que o mundo o veja como alguém criativo, além de reconhecer em seu trabalho uma expressão válida de sua individualidade. Sua propensão a ver-se como protagonista das mais maravilhosas histórias garante a sua percepção de si mesmo como alguém muito especial. Só que você precisa ser capaz de tolerar quando os outros não compartilharem essa sua opinião, sem sentir rancor e sem refugiar-se na superioridade. Aprenda a distinguir a essência daquilo que você cria das técnicas através das quais a expressa. Talvez você não possa deixar nunca de esforçar-se para aperfeiçoar essas técnicas e precise aceitar conselhos das pessoas nesse sentido. O que você tem de fazer é preservar a integridade daquela essência.

to top

Aceitando o imperfeito

Sua sensibilidade a um plano da beleza que ou é mais profundo ou está acima do mundo material é muito grande. Além disso, você deseja acima de tudo ser capaz de expressar isso através de um meio criativo adequado. Independente de trabalhar com uma das artes "puras" ou em setores mais comerciais, como o "design", você está aberto para muitos níveis sutis da vida. Esses níveis muitas vezes passam despercebidos às pessoas, e você deseja ardentemente poder criar coisas que sirvam de ponte entre este mundo e esses outros níveis a que você tanto se sintoniza. É possível que aí esteja o que deve ser o núcleo de sua vocação e de seu trabalho criador. Mas você precisa aprender a tolerar a imperfeição se quiser dar forma a sua visão. De nada adianta ficar refazendo uma pintura ou um romance durante quarenta anos, sempre tentando atingir algum padrão impossível que impeça que outra pessoa jamais tenha acesso a tal obra. Você precisa não apenas aceitar a distância entre a visão e a realidade, mas também deixar que o seu trabalho ganhe o mundo quando estiver bom o bastante - pois "bom o bastante" talvez seja aquilo que você mais precise aprender a reconhecer em seu trabalho. É provável que você jamais aceite inteiramente as concessões feitas em detrimento de sua visão, sempre ansiando alguma coisa que não pode ser obtida neste mundo. Mas pode contribuir de maneira digna e gratificante em qualquer campo que venha a trabalhar, contanto que consiga valorizar aquilo que cria dentro da escala humana, e não da escala divina. Convém considerar a hipótese de que os padrões impossíveis sejam um meio de evitar o verdadeiro teste: colocar seus talentos no mercado. Se nunca submeter nada ao julgamento alheio, nunca terá de enfrentar a ansiedade e o medo da rejeição e das críticas. Para você é muito importante manter a integridade em seu trabalho, principalmente se for algo ligado à arte. Mas também é importante deixar as coisas nascerem neste nosso mundo prosaico, onde elas podem não ser perfeitas, mas podem ser apreciadas. Isso contribuiria para nutrir a sua segurança de fazê-las ainda melhor na próxima vez.

to top

Capítulo V

to top

Trabalhando com os outros

Sua forma de trabalhar com outras pessoas é um dos fatores mais importantes a considerar no direcionamento de sua carreira. Cada pessoa tem um estilo próprio no ambiente de trabalho; tem suas próprias necessidades e exigências. Cada um precisa de um grau diferente de privacidade ou de trabalho em equipe e interage a sua própria maneira com os colegas e os superiores. Não há um modo "normal" de conviver com os outros, mas é importante saber exatamente o que você necessita, de forma a maximizar suas habilidades da melhor maneira possível. Muitos aspectos específicos de sua interação com os colegas de trabalho já foram analisados em capítulos anteriores. A seguir, um resumo de suas necessidades fundamentais, as quais será proveitoso ter em mente.

to top

A visão compartilhada é mais importante que as palavras

Você não é especialmente gregário quando se trata de amizades casuais, de modo que o ambiente de trabalho cheio de pessoas que não lhe permitam compartilhar idéias e visões provavelmente não o deixará satisfeito. Você precisa de alguns colegas ou amigos com quem possa discutir projetos criativos de trabalho sem precisar sentir-se obrigado a ser sociável o dia inteiro. A conversa "cricri" tão comum nos ambientes de trabalho provavelmente lhe parecerá banal e invasiva, de forma que o melhor a fazer é mesmo evitá-la sempre que possível. Você também não é especialmente favorável a sugestões se antes não trabalhar bastante as idéias: assim não fica vulnerável às críticas irrefletidas e aos comentários levianos sobre coisas que você leva a sério, algo a que é extremamente suscetível. Como é provável que tenha dificuldade em adaptar sua maneira de pensar aos desejos alheios, não se daria especialmente bem em estruturas muito hierarquizadas, onde estaria submetido à autoridade de outrem. Você gosta de fazer as coisas a seu modo e no seu ritmo. É perfeitamente capaz de ser amistoso, generoso e interessado pelas pessoas, mas sua visão criadora está em primeiro lugar - o excesso de interferência sobre sua concentração o deixaria ressentido, frustrado e com raiva. Tudo isso contribui para uma necessidade de trabalhar por conta própria ou com alguns poucos colegas escolhidos a dedo, com bastante privacidade e tempo para refletir a sós sobre as coisas.

Porém você também é humano, e essa forte necessidade de auto-expressão exige que outros estejam dispostos a receber aquilo que você tem a oferecer. Embora dificilmente se enquadrasse bem numa estrutura de trabalho em que tivesse de estar cercado de gente o tempo todo, você também não existe em um vácuo e, se trabalhar como autônomo será necessário lidar com as pessoas quando chegar a hora de publicar, exibir ou demonstrar o fruto de seu esforço criativo. É importante reconhecer a necessidade de um público, qualquer que seja, mesmo que às vezes você desdenhe dos que não compreendem o mundo interior tão bem quanto você. Esse é particularmente o caso se você quiser ganhar a vida com a sua própria criatividade, pois precisará comunicar-se e não pode esperar que o entendam se não fizer um esforço para falar uma língua comum. Procure não reagir com agressividade diante da questão da incompreensão. Se acontecer de você ser mal- interpretado, talvez você mesmo esteja contribuindo para isso, por relutar em compartilhar o que mais preza de um modo acessível aos outros. O mesmo vale no trato direto com as pessoas. Procure dar-lhes a conhecer seus pensamentos e idéias, em vez de presumir desde o início que elas não entenderão nada. Sempre haverá aqueles que não conseguem entender a visão interior de seus semelhantes - mas, da mesma forma, sempre haverá os que conseguem compreender o bastante para que você sinta que conseguiu comunicar-se. E você precisa do apoio, do incentivo e da fé dos que acreditam em você e em sua visão criadora. Alimente bem e com muito cuidado os contatos assim, pois eles podem fazer a diferença não só em termos de seu sucesso como também de sua sensação de satisfação pessoal.

to top

Capítulo VI

to top

O que o sucesso realmente significa para você

Quando as pessoas falam de "sucesso" geralmente se referem a um cargo importante, de acordo com a visão materialista do mundo ou, então, a um emprego que rende muito dinheiro e oferece todos os prazeres e confortos materiais que se podem comprar. Entretanto, em termos de valor vocacional, o sucesso é algo profundamente individual, com diferentes significados para cada pessoa. O sucesso, de acordo com esse sentido mais profundo, está relacionado à capacidade que cada indivíduo tem de expressar no mundo exterior os valores e ideais que mais se harmonizam com seus sentimentos interiores. Visto dessa forma, o sucesso não significa necessariamente dinheiro e cargos importantes. Ele depende do grau de lealdade e integridade da pessoa a seus valores interiores e reflete a essência da individualidade, em vez do consenso baseado em superficiais conceitos sociais e materiais.

O sucesso, para você, deve ser um reflexo de tudo que faz no sentido de levar a ordem ao mundo interior e exterior. Embora a realidade material seja importante, você não se deixa motivar pelo lucro monetário, pelo "status" nem pelos cargos de primeiro escalão. No fundo, você é um artífice, seja a sua matéria-prima uma substância concreta ou a que forma a psique ou o corpo humanos. Integrar, polir, refinar, trabalhar e tornar tudo saudável e pleno são as tarefas para as quais seu espírito o impele, de forma que o seu trabalho precisa permitir- lhe essas coisas para que você sinta que a sua vida tem sentido. O sucesso, no seu caso, passa por sentir que está sendo útil, pois você precisa que a sua vida tem como propósito ser útil, permitindo-lhe colocar-se a serviço das supremas realidades em que você acredita. Mais que muita gente, você é capaz de amar o trabalho pelo trabalho, pois ele o ajuda a entrar em sintonia com os ritmos mais profundos da vida cotidiana e o padrão mais amplo em que instintivamente sabe que a sua vida se insere. A integridade também é extremamente importante para você, no nível mais profundo: você precisa servir o seu ideal íntimo, em vez de acomodar-se ao mundo exterior simplesmente por causa da segurança ou do lucro material.

Um certo medo da vulnerabilidade emocional o leva a concentrar-se demasiadamente nos detalhes práticos do trabalho, em detrimento dos relacionamentos profissionais e da abertura para abordagens mais baseadas na intuição e na imaginação. A preocupação em não se deixar rejeitar, magoar nem excluir pode provocar um excesso de defesas, fazendo-o estreitar seus horizontes e bloquear a criatividade em favor do que é seguro e comprovado. Porém essa ansiedade pode cumprir uma função extremamente positiva, se você não desconfiar nem se defender demais de seus próprios sentimentos. A sensibilidade às mágoas pode contribuir para aumentar sua compaixão pelos seus semelhantes, atraindo-o para áreas de trabalho que envolvem a cura de males físicos ou emocionais, e a vulnerabilidade pode levá-lo a explorar níveis mais profundos da natureza humana, permitindo-lhe compreender muito melhor por que as pessoas sofrem e como ajudá-las.

Você precisa trabalhar construindo pontes, curando quem perdeu a saúde, integrando o que se desuniu e promovendo o mais saudável e eficaz funcionamento do que se contaminou, ignorou ou abandonou. Você pode fazer isso com objetos, com edificações, com o corpo físico, com a psique ou com a natureza, no reino vegetal ou animal. A verdadeira vocação, para você, precisa permitir-lhe levar ao mundo que o cerca um pouco da ordem e harmonia que você sabe que subjazem a tudo que existe.


Dados astrológicos utilizados para Carreira e Vocação
para Barack Obama (Masculino)
Data nascimento 4 Ago 1961 Hora loc. 19:24
Lugar Honolulu, HI (US) U.T. 05+24
157w52, 21n18 Tempo sid. 15:46:38

POSIÇÕES PLANETÁRIAS
Planeta Signo Graus Movimento
Sol Leão 12°32'53 na casa 6 direto
Lua Gêmeos 3°21'27 na casa 4 direto
Mercúrio Leão 2°19'54 na casa 6 direto
Vênus Câncer 1°47'22 na casa 5 direto
Marte Virgem 22°34'36 na casa 7 direto
Júpiter Aquário 0°51'31 na casa 12 retrógrado
Saturno Capricórnio 25°19'51 na casa 12 retrógrado
Urano Leão 25°16'15 na casa 7 direto
Netuno Escorpião 8°36'21 na casa 9 direto
Plutão Virgem 6°58'40 na casa 7 direto
Nódulo Lunar Leão 27°53'33 na casa 7 retrógrado
Quíron Peixes 5°19'01 na casa 1 retrógrado

POSIÇÃO DAS CASAS (Placidus)
Ascendente Aquário 18°02'41
2ª Casa Peixes 25°53'53
3ª Casa Touro 0°17'21
Fundo do Céu Touro 28°53'07
5ª Casa Gêmeos 23°58'28
6ª Casa Câncer 19°01'00
Descendente Leão 18°02'41
8ª Casa Virgem 25°53'53
9ª Casa Escorpião 0°17'21
Meio do Céu Escorpião 28°53'07
11ª Casa Sagitário 23°58'28
12ª Casa Capricórnio 19°01'00

ASPECTOS PRINCIPAIS
Sol Quadratura Netuno 3°56
Lua Sextil Mercúrio 1°01
Lua Trígono Júpiter 2°30
Lua Trígono Saturno 8°02
Lua Quadratura Urano 8°04
Lua Quadratura Plutão 3°37
Lua Quadratura Nódulo Lunar 5°27
Lua Quadratura Quíron 1°57
Mercúrio Oposição Júpiter 1°27
Mercúrio Oposição Saturno 6°59
Mercúrio Quadratura Netuno 6°16
Vênus Quadratura Marte 9°12
Vênus Trígono Netuno 6°49
Vênus Sextil Plutão 5°11
Vênus Sextil Nódulo Lunar 3°53
Vênus Trígono Quíron 3°31
Marte Trígono Júpiter 8°17
Marte Trígono Saturno 2°45
Júpiter Conjunção Saturno 5°32
Júpiter Quadratura Netuno 7°44
Urano Conjunção Nódulo Lunar 2°37
Netuno Sextil Plutão 1°38
Netuno Trígono Quíron 3°16
Plutão Conjunção Nódulo Lunar 9°05
Plutão Oposição Quíron 1°39
Sol Oposição Ascendente 5°29
Lua Oposição Meio do Céu 4°27
Urano Oposição Ascendente 7°13
Nódulo Lunar Oposição Ascendente 9°50
Os números indicam a orbe (desvio do anglo exato do aspecto).