Mapeando a Psique
Uma Introdução à Astrologia Psicológica, por Clare Martin
Símbolos Planetários

Embora possamos aprender algo sobre o significado astrológico dos planetas a partir de sua posição física no sistema solar, os símbolos planetários, eles próprios, são também extremamente reveladores. É importante conhecer esses símbolos, uma vez que eles são parte da linguagem astrológica, e praticar o seu desenho - quando se está no ônibus ou ao telefone - ajudará a apropriar-se deles. À medida que desenvolvemos nossa própria relação com os planetas, desenvolvemos também nosso próprio e particular estilo de escrita dos símbolos.

Os símbolos planetários, ou hieróglifos, derivam-se da combinação dos símbolos do espírito, da alma e da matéria, desde os quais se diz que toda forma deriva, em proporções variadas. Seus significados essenciais podem ser encontrados por meio da análise de seus componentes individuais:

Symbol of spirit O círculo, há muito considerado a mais perfeita forma, é uma imagem do puro espírito.
Symbol of soul O semicírculo é o símbolo da alma. Ele pode ser visto, como aqui, elevando-se em direção ao espírito, ou, como no símbolo da Lua, recuando em direção ao passado, ou tanto recuando como avançando como no símbolo do planeta Urano.
mind A linha vertical é o símbolo da mente.
body A linha horizontal é o símbolo do corpo.
matter Quando mente e corpo se combinam, formam a cruz da matéria.

Símbolos são coisas complicadas porque, como Jung observou, eles nunca podem ser totalmente interpretados - eles podem ser apenas experienciados. Símbolos transcendem a separação entre o racional e o irracional, o conhecido e o desconhecido.

Sol e Lua

O símbolo do Sol é puro espírito, com o ponto da consciência no centro. O símbolo da Lua é pura alma, com dois - por vezes, três - arcos dirigindo-se ao passado. É simbolicamente significativo que, em nenhum dos dois casos, esteja presente a cruz da matéria.

Terra

 

A Terra é o planeta onde nossas vidas se manifestam, e a cruz da matéria localiza-se ao centro, circundada pelo círculo do espírito, dentro do qual toda vida está contida.

Mercúrio

Mercúrio contém todos os símbolos, significando a potencial integração do espírito, da alma e da matéria e a síntese de todos os outros planetas, assim como das relações entre eles. A alma - o princípio mediador e de ligação - está na posição mais elevada, sobre o espírito, e com a matéria na base.

Vênus e Marte

Vênus e Marte simbolizam manifestações das polaridades feminina/ masculina no mundo. Originalmente, o símbolo de Marte era a cruz da matéria sobre o círculo do espírito, e os símbolos, assim, complementam-se mutuamente, com Vênus elevando o espírito sobre a matéria. Em nenhum dos dois encontra-se presente o símbolo da alma.

Júpiter e Saturno

Os símbolos para o próximo par de planetas, Júpiter e Saturno, dizem respeito à relação entre o corpo e alma. Com Júpiter, a alma eleva-se sobre a cruz da matéria, traduzindo a importância da busca de uma conexão significativa (alma), 'algo para se viver por' no mundo manifesto. Com Saturno, a cruz da matéria eleva-se sobre a alma, significando que os anseios da alma devem tomar forma e contorno dentro das limitações do tempo e do espaço.

Urano, Netuno e Plutão

Urano mostra a cruz da matéria enquadrada entre duas linhas verticais da mente, e sobre um pequeno círculo de espírito indicando a força da mente submetendo as forças naturais. Um símbolo alternativo para Urano substitui as duas linhas verticais da mente por dois arcos da alma, virados em direções contrárias, um em direção ao passado, o outro em direção ao futuro, controlados pela cruz da matéria entre eles. Netuno mostra o crescente da alma trespassado pela cruz da matéria. A alma se volta para cima, mas é penetrada, ou aprisionada, pela matéria. Os símbolos de Netuno, assim, poderiam ser descritos como retratando o sofrimento da alma enquanto encerrada na matéria, e seu anseio em retornar à sua fonte - o espírito. Plutão é um conjunto dos três símbolos - o crescente da alma abrigando um pequeno círculo do espírito, com a cruz da matéria abaixo. Pode-se dizer que o espírito domina a matéria por meio da alma. Uma explicação alternativa é a de que este símbolo é a combinação das letras P e L, iniciais de Percival Lowell, seu descobridor.

Quíron

Há duas possíveis explicações deste símbolo. A primeira consiste em interpretar o símbolo acima do círculo simplesmente como a letra K, de Charles Koval, o astrônomo que descobriu pela primeira vez a presença de de Quíron no Sistema Solar. Alternativamente, poderíamos interpretá-lo como a linha vertical da mente, de onde emergem linhas diagonais, uma movendo-se para cima, a outra para baixo. As linhas diagonais poderiam representar os símbolos de corpo e da alma, integradas e combinadas, elevando-se ao céu e orientando-se para baixo, em direção à terra.

Audiência: Posso compreender que a combinação de mente e corpo forma a cruz da matéria e descreve a manifestação, ou algo que é tangível e real neste mundo, mas não estou muito certo de como o espírito e a alma são representados em suas figuras, ou qual a diferença entre eles.

Clare: Essa é uma grande questão e, claro, muito relevante do ponto de vista das raízes da Astrologia nas tradições ancestrais dos mistérios. Embora as cartas natais descrevam nossas vidas manifestas no espaço e no tempo, sempre me fascina como os grandes mistérios do espírito e da alma permanecem no background enquanto estudamos ou praticamos astrologia, não importa o quão pragmática seja nossa abordagem. Jung observou que o espírito e a alma estão presentes em todas as cultuas, religiões e linguagens, mas, sendo símbolos essenciais, são quase impossíveis de se definir com exatidão. [13] A palavra grega anemos (vento) refere-se ao 'sopro da vida' e dessa raiz são derivadas as duas palavras latinas animus (espírito) e anima (alma). Isso nos revela que o espírito e a alma compartilham a mesma origem, mas, como James Hillman aponta, 'os caminhos da alma e do espírito apenas algumas vezes coincidem'. [14] Melhor dizendo, eles refletem a uma tensão fundamental da vida humana. Espírito e alma são símbolos como yang e yin, representando duas tendências da vida, duas perspectivas.

Por analogia, espírito e alma relacionam-se entre si como o Sol e a Lua, e como o masculino e o feminino, como o Logos e Eros, como Apolo e Dionísio, polaridades essas que se refletem em cada carta natal. O mundo do espírito, como o Sol, é 'transcendente, uma explosão de luz e de fogo. [15] O espírito é 'superior', masculino, consciente, racional, transcendente, claro. É 'o mais alto alvo de todo desenvolvimento e evolução, e a base de toda vida, presente integralmente, tanto no início como no fim'. [16] O mundo da alma, por outro lado, pode ser achado nas difusas impressões que permanecem sob a superfície da experiência cotidiana. A alma é vulnerável, ela se recorda e sofre. A alma é 'inferior', feminina, inconsciente, escura, imanente. A alma é o princípio mediador, entre o mundo do espírito e o domínio da matéria. Sem alma não haveria conexão entre o espírito e o mundo.

nach oben


The Book"Mapeando a Psique"

Publicada originalmente em 2005, pela CPA Press, BCM Box 1815, London WC1N 3XX, United Kingdom, www.cpalondon.com. Copyright (c) 2005 by Clare Martin.
Mais informação sobre o livro.
Publicidade
Loading