•    
    Posições actuais dos planetas
    21-Jul-2017, 00:19 UT/GMT
    Sol2827' 1"20n28
    Lua257'31"18n51
    Mercúrio2350'58"13n54
    Vênus1751'54"20n48
    Marte019'22"21n08
    Júpiter1538'28"5s01
    Saturno228'53"r21s55
    Urano2827'17"10n23
    Netuno1357'25"r7s10
    Plutão1751'46"r21s30
    Nodo Lun.true2424' 8"r13n23
    Quíron2841'50"r3n07
    Explanations of the symbols
    Mapa do momento
| Meu Astro | Forum | FAQ
Menu

Perguntas frequentes

Mapas > Objetos adicionais > Opções da astrologia tradicional

  1. Descrição das opções da astrologia tradicional

    É possível definir as seguintes opções da astrologia tradicional:

    Sem Urano-Plutão

    Alguns astrólogos não usam os planetas mais longínquos (Urano, Netuno e Plutão), pois estes foram descobertos há poucos séculos e eram desconhecidos para a astrologia antiga. Esses astrólogos usam apenas os "sete planetas clássicos": Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno. Por isso, incluímos a opção de "desativar" os novos planetas para quem quiser calcular mapas usando apenas os planetas clássicos.

    Se escolher esta opção, lembre-se de que os asteroides também não serão mostrados, mesmo que você os selecione em "Objetos adicionais".

    Voltar à lista de visão geral

    Decanatos

    Cada signo do zodíaco pode ser subdividido em três segmentos de 10°. Esses segmentos são chamados de "decanatos" (do grego deka, "dez"). Alguns autores também os chamam de "faces" dos signos do zodíaco (do latim facies do grego ðñüóùðïí, do árabe وجه).

    Cada decanato tem seu planeta "regente". Na astrologia árabe e helenística, os decanatos também se associavam a constelações estelares e imagens simbólicas. A Astrodienst oferece os seguintes métodos de decanatos na página de seleção de mapas:

    Decanatos tradicionais (baseados na triplicidade)

    Este método é chamado de "tradicional" porque é o mais comum na astrologia moderna e, portanto, tem "tradição". Mas seria mais correto chamá-lo de "decanatos segundo a triplicidade". Os regentes dos decanatos derivam dos regentes dos signos do mesmo elemento (= triplicidade, trio, trígono). Os regentes dos decanatos de Áries são os regentes de Áries, Leão e Sagitário (portanto, Marte, Sol e Júpiter), os regentes dos decanatos de Touro são os regentes de Touro, Virgem e Capricórnio (portanto, Vênus, Mercúrio e Saturno), e assim por diante.

    Este sistema também aceita os novos planetas (Urano, Netuno e Plutão) como regentes de signos. Porém, se a opção "Sem Urano-Plutão" for marcada, serão usados em seu lugar os regentes clássicos, ou seja, Saturno, Júpiter e Marte.

    Este método de decanatos já era encontrado em textos indianos da Antiguidade Tardia. Aparentemente, ele só foi introduzido na astrologia ocidental no século XX pelo astrólogo britânico Alan Leo.

    Conforme este sistema, os decanatos têm os seguintes regentes:

    • Áries: Marte – Sol – Júpiter
    • Touro: Vênus – Mercúrio – Saturno
    • Gêmeos: Mercúrio – Vênus – Urano/Saturno
    • Câncer: Lua – Marte – Netuno/Júpiter
    • Leão: Sol – Júpiter – Marte
    • Virgem: Mercúrio – Saturno – Vênus
    • Libra: Vênus – Urano/Saturno – Mercúrio
    • Escorpião: Plutão/Marte – Netuno/Júpiter – Lua
    • Sagitário: Júpiter – Marte – Sol
    • Capricórnio: Saturno – Vênus – Mercúrio
    • Aquário: Urano/Saturno – Mercúrio – Vênus
    • Peixes: Netuno/Júpiter – Lua – Plutão/Marte

    Decanatos caldeus

    Com este método, os regentes dos decanatos seguem a assim chamada "ordem planetária caldeia", baseada nas velocidades geocêntricas dos planetas:

    Saturno – Júpiter – Marte – Sol – Vênus – Mercúrio – Lua

    O método foi ensinado pelo astrólogo greco-egípcio Teucro da Babilônia (século III d.C.) e pelo astrólogo romano Júlio Fírmico Materno (século IV d.C., Mathesis II.4). O sistema foi transmitido à astrologia europeia moderna pelo astrólogo árabe Albumasar, cuja obra foi traduzida para o latim durante o Renascimento.

    Segundo este sistema, os decanatos têm os seguintes regentes:

    • Áries: Marte – Sol – Vênus
    • Touro: Mercúrio – Lua – Saturno
    • Gêmeos: Júpiter – Marte – Sol
    • Câncer: Vênus – Mercúrio – Lua
    • Leão: Saturno – Júpiter – Marte
    • Virgem: Sol – Mercúrio – Vênus
    • Libra: Lua – Saturno – Júpiter
    • Escorpião: Marte – Sol – Vênus
    • Sagitário: Mercúrio – Lua – Saturno
    • Capricórnio: Júpiter – Marte – Sol
    • Aquário: Vênus – Mercúrio – Lua
    • Peixes: Saturno – Júpiter – Marte

    Decanatos de Manílio

    Neste método, atribui-se um signo zodiacal a cada decanato, de acordo com a ordem dos signos no zodíaco: os três primeiros signos (Áries, Touro e Gêmeos) são atribuídos aos decanatos de Áries, os três signos seguintes (Câncer, Leão e Virgem) são atribuídos aos decanatos de Touro, e assim por diante.

    O método surgiu inicialmente na obra do astrólogo romano Manílio (século I d.C., Astronomica, IV. 312 ff.).

    Segundo este sistema, os decanatos têm a seguinte distribuição:

    • Áries: Áries - Touro - Gêmeos
    • Touro: Câncer - Leão - Virgem
    • Gêmeos: Libra - Escorpião - Sagitário
    • Câncer: Capricórnio - Aquário - Peixes
    • Leão: Áries - Touro - Gêmeos
    • Virgem: Câncer - Leão - Virgem
    • Libra: Libra - Escorpião - Sagitário
    • Escorpião: Capricórnio - Aquário - Peixes
    • Sagitário: Áries - Touro - Gêmeos
    • Capricórnio: Câncer - Leão - Virgem
    • Aquário: Libra - Escorpião - Sagitário
    • Peixes: Capricórnio - Aquário - Peixes

    Voltar à lista de visão geral

    "Termos" dos signos do zodíaco

    Cada signo do zodíaco subdivide-se em cinco segmentos de tamanho variável, e cada um desses segmentos é "regido" por um planeta. Esses segmentos são chamados de "termos" (ou "limites", "limiares") do signo (do latim finis e terminus).

    A Astrodienst oferece os três seguintes métodos desses termos na Seleção alargada de mapas:

    Termos egípcios

    12° 20° 25° 30°
    14° 22° 27° 30°
    12° 17° 24° 30°
    13° 19° 26° 30°
    11° 18° 24° 30°
    17° 21° 28° 30°
    14° 21° 28° 30°
    11° 19° 24° 30°
    12° 17° 21° 26° 30°
    14° 22° 26° 30°
    13° 20° 25° 30°
    12° 16° 19° 28° 30°

    Termos ptolemaicos

    14° 21° 26° 30°
    15° 22° 26° 30°
    14° 21° 25° 30°
    13° 20° 27° 30°
    13° 19° 25° 30°
    13° 18° 24° 30°
    11° 19° 24° 30°
    14° 21° 27° 30°
    14° 19° 25° 30°
    12° 19° 25° 30°
    12° 20° 25° 30°
    14° 20° 26° 30°

    Termos caldeus

    Atenção! No caso de nascimentos noturnos, este sistema troca Mercúrio por Saturno (e vice-versa).

    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°
    15° 21° 26° 30°

    Voltar à lista de visão geral

Por ser um dos maiores portais de astrologia, a WWW.ASTRO.COM dispõe de vários recursos gratuitos sobre o tema. Com interpretações astrológicas de alta qualidade feitas por alguns dos maiores astrólogos do mundo, como Liz Greene e Robert Hand entre outros, muitos horóscopos gratuitos e uma infinidade de informações sobre astrologia para iniciantes e profissionais, a www.astro.com é o endereço número um em astrologia online.
Homepage - Horóscopos Gratuitos - Astro Loja - Compreender a Astrologia - Ephemeris - Autors und Staff - Meu Astro - Consulta Directa ao Atlas - Sitemap - FAQ - Forum - Contato